nossas
notícias
Voltar

Reunião Almoço destaca perfil e comportamento dos gaúchos

O estudo “Persona – quem são e o que pensam os gaúchos?” foi apresentado à classe empresarial de Passo Fundo 

 

Dados sobre o perfil e o comportamento dos gaúchos em relação à tradição, consumo, marcas e empreendedorismo foram compartilhados em mais uma edição da Reunião Almoço promovida pela CDL Passo Fundo. O evento aconteceu nesta quarta-feira, dia 13 de junho, no Salão Cristal do Clube Comercial e reuniu mais de 200 pessoas entre empresários associados, parceiros, autoridades e representantes da imprensa. Os convidados foram o CEO de Mídias do Grupo RBS, Claudio Toigo Filho, e o diretor-executivo de Marketing do Grupo RBS, Marcelo Leite.

 

Os palestrantes falaram sobre a transformação dos consumidores e detalhes do estudo “Persona – quem são e o que pensam os gaúchos?” com recortes específicos para a região. “Fornecemos informações sobre o comportamento dos consumidores para ajudar no desenvolvimento das empresas. A região norte é muito relevante para o Rio Grande do Sul”, destacou Toigo. O diretor-executivo de Marketing, Marcelo Leite, explicou o estudo Persona e trouxe dados segmentados aos interesses de Passo Fundo.  “É importante compartilhar essas informações para gerar estratégias efetivas de comunicação para a região”, disse.

 

O levantamento descobriu que existem cinco tipos de perfis entre a população, agrupados conforme a identificação de cada um com a cultura regional. O “gaúcho fiel” representa 35% da população que é fortemente influenciada pelas tradições regionais e religiosas associadas ao Estado. Já o “gaúcho raiz” é ligado às tradições, mas dissociado da religião e representa 14%. O terceiro perfil é o “gaúcho não praticante” (24%), que reconhece as tradições, mas não as pratica. O “gaúcho exportação” representa 14% da população. Esse perfil se orgulha de ser gaúcho, mas não pelas tradições ou religião. O quinto e último perfil é o do “gaúcho desapegado”, que rejeita as tradições ou não as vê como elementos importantes na identidade do gaúcho atual. Dos cinco grupos, 73% valorizam as tradições, ainda que apenas 49% participe. Ao contrário do senso-comum, a pesquisa revelou que os perfis extremos não são diferenciados pela idade, mas sim por fatores como escolaridade, estrutura familiar e renda.

 

O levantamento foi elaborado a partir de 1,8 mil entrevistas com pessoas de diferentes regiões do Estado. Além disso, 28 pessoas de diferentes cidades, faixas etárias e profissões contribuíram para a pesquisa concedendo entrevistas mais aprofundadas sobre as descobertas. O estudo contou, ainda, com a participação de seis especialistas em cultura e comportamento.

 

A Reunião Almoço da CDL conta com o apoio das empresas BMS-Fiscal e Guaracar Plus, do SCPC, SEBRAE/RS, Sicredi Integração de Estados RS/SC e Universidade de Passo Fundo. Interessados em participar das próximas edições podem entrar em contato com o setor de Eventos da CDL através do telefone (54) 3045-8804 ou do e-mail [email protected].